Outras formas de visualizar o blog:

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

O Pálio de Siena, glória da cidade medieval na Civilização Cristã (5)

Palio de Siena, corrida, a cidad medieval.

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Continuação do post anterior: O Pálio de Siena, onde o passado glorioso da Civilização Cristã entra no presente (4)




O prêmio pertence ao santo patrono

No pátio do Palácio Público surgem os dez cavalos com os seus jóqueis, e são vagarosamente conduzidos ao ponto de partida, onde se colocam em ordem pré-estabelecida por sorteio, e esperam.

O juiz dá um sinal, cai a corda que os retém, da multidão irrompe um clamor imenso, os cavalos disparam.

Palio de Siena, corrida, a cidad medieval.
Uma volta, duas voltas, três voltas na praça, em que eles se atropelam, se perseguem, dobram os ângulos da pista, descem desabaladamente a pequena rampa, surgem fogosos na curva.

Tudo se passa em segundos, entre o delírio ensurdecedor da multidão, até a passagem final pela meta, que consagra o vencedor.

Neste momento a pista é invadida de todos os lados, e os membros da contrada vencedora correm para junto da plataforma dos juízes a fim de receber o pálio.

Imediatamente levam-no à igreja de Provenzano ou à catedral, para agradecer a Nossa Senhora a vitória tão sonhada. Um solene Te Deum é celebrado.

Em triunfo eles seguem depois para o oratório da contrada, cujos sinos repicam festivamente; ali rendem graças ao santo patrono e depositam o prêmio que conquistaram.

Pela noite a dentro a vitória é comemorada alegremente.

Na manhã seguinte apresentam-se novamente, com os trajes tradicionais, para homenagear as autoridades da cidade e os protetores da contrada.

Um soneto, composto para exaltar a vitória, é distribuído ao povo.

Palio di Siena, a cidade medieval. Um mês depois, um grande banquete é oferecido nas ruas da contrada vencedora, decoradas com flores e tapeçarias, com as bandeiras tremulando.

O jóquei senta-se à mesa principal, e perto dele fica o cavalo, todo engalanado, diante de uma mangedoura com a mais suculenta alfafa.

Testemunho vivo da civilização cristã

Quem tiver tido a felicidade de assistir ao Pálio de Siena não terá visto apenas uma das mais belas e interessantes manifestações populares do mundo e uma das mais perfeitas reconstituições históricas que hoje em dia se realizam.

Terá sobretudo tido a ocasião única de ver e sentir, viva e palpitante, a beleza e o esplendor da Idade Média.

Nesta "era feliz, em que a Igreja presidia pacificamente os destinos dos povos", como disse Leão XIII, o espírito católico vivificava todos os costumes e modos de ser da Cristandade, imprimindo-lhes a alegria, o encanto e a harmonia próprios da existência conforme a lei de Deus.

O tufão revolucionário que desde a Renascença e pseudo-reforma protestante varre o mundo, destruindo o doce jugo de Nosso Senhor, tem tornado a vida cada vez mais intemperante, voluptuosa, triste, feia, e sempre insatisfeita.

A visão concreta da luminosa beleza medieval desperta uma nostalgia profunda de uma época em que a existência era digna, suave e toda impregnada de sublimidade.

Palio di Siena, a cidade medieval

O Pálio de Siena é um testemunho ainda vivo da civilização cristã, num mundo que apostatou da Santa Igreja de Deus.

É uma afirmação de todas as potencialidades culturais que essa mesma Igreja contém, e que poderão dar novos aspectos e novo lustre a uma civilização cristã do futuro, desde que a humanidade se converta de seus erros atuais, queimando o que adorava e adorando o que queimava.

Fim

(Fonte: "Catolicismo" - nº 45, setembro de 1954)


GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CONTOS SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Um comentário:

  1. Você fala da Era Medieval como se ela fosse perfeita. Foi uma época de pobreza, desgraça e violência aclamada pela sua tão amada igreja. O Renascimento e a Reforma Protestante foram um dos acontecimentos mais importantes na modernização cultural do mundo, principalmente.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.