Outras formas de visualizar o blog:

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A segurança nas ruas das cidades medievais

Rothenburg ob der Tauber, Alemanha
Rothenburg ob der Tauber, Alemanha



No princípio da Idade Média, procura-se acima de tudo a segurança.

Por isso a vida encontra-se totalmente concentrada no domínio, ou quase tanto, configurando um regime de autarquia feudal, ou antes familiar, durante o qual cada corte procura bastar-se a si própria.

Essa necessidade de se agrupar para efeitos de defesa determina a disposição das aldeias, que se encontram agarradas às encostas do domínio senhorial, onde os servos se refugiarão em caso de alerta.

As casas estão amontoadas umas às outras, utilizam a mínima polegada de terreno e não ultrapassam as escarpas da colina em que se ergue o torreão.



Tal disposição é ainda muito visível em castelos como o de Roquebrune, perto de Nice, que data do século XI.

Como era comum nas cidades medievais, Rothenburg ob der Tauber  se circundou de muralhas e torres para garantir a segurança, Alemanha
Como era comum nas cidades medievais, Rothenburg ob der Tauber
se circundou de muralhas e torres para garantir a segurança, Alemanha
Assim que passa a época das invasões, as residências dos camponeses espalham-se pelos campos fora, e a cidade destaca-se do castelo.

Se na cidade primitiva predominam ruelas estreitas, não é por gosto, mas por necessidade, porque era preciso que a população se estabelecesse, bem ou mal, na cintura das muralhas.

O mesmo não acontece com os arrabaldes que se multiplicam a partir do fim do século XI.

Se as ruelas são também aí tortuosas, é por seguirem o traçado das muralhas determinado pela configuração geral do local.

Mas não se pense que o alinhamento das casas era deixado à exclusiva fantasia dos habitantes.

A maioria das cidades antigas são construídas de acordo com um plano bem visível.

Em Marselha, por exemplo, as vias principais, como a Rua de São Lourenço, são estritamente paralelas às margens do porto, onde vão desembocar as ruelas transversais.

Quando estas ruas são muito estreitas, pode-se estar certo de que isso acontece por razões muito precisas, como no Midi a defesa do vento ou do sol.

É uma disposição muito judiciosa, e isso fica patente quando em Marselha os adeptos do barão Haussmann traçaram essa lamentável Rua da República, vasto corredor glacial que desfigura a antiga colina dos Moinhos.

A cidade de Bram, na região de Languedoc, França, escolheu um traçado concêntrico das ruas
A cidade de Bram, na região de Languedoc, França,
escolheu um traçado concêntrico das ruas
No Languedoc, para proteção contra o terrível cers [vento do Baixo Languedoc, semelhante ao mistral], utilizou-se muitas vezes o plano central, como na pequena cidade de Bram, onde as ruas giram em círculos concêntricos em torno da igreja.

Mas, sempre que podem e não são estorvados pelo clima ou pelas condições exteriores, os arquitetos preferem um plano retangular semelhante ao das cidades mais modernas, como as da América ou da Austrália: grandes artérias cruzando-se em ângulo reto, com um espaço reservado no interior do retângulo para a praça pública, na qual se erguem a igreja, o mercado — e se é caso, a câmara municipal — e ruas secundárias paralelas às primeiras.

Assim foi concebida a maioria das cidades novas. Monpazier, na Dordogne, é muito característica a este respeito, com as suas ruas traçadas a esquadria, recortando blocos de casario de uma absoluta regularidade.

Cidades como Aigues-Mortes, Arcis-sur-Aube, Gimont no Gers, apresentam a mesma simetria de desenho.

(Autor: Régine Pernoud, “Lumière du Moyen Âge”, Bernard Grasset Éditeur, Paris, 1944)


GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CONTOS SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.