Outras formas de visualizar o blog:

terça-feira, 4 de junho de 2013

Como era a vida do povo na Idade Média?

Como é que os medievais eles próprios descreviam a vida popular na sua época?

Os medievais faziam muito iluminuras, quer dizer, pequenos desenhos que ilustravam as páginas de seus livros.

Pois os livros eram escritos à mão até o momento em que Gutenberg inventou a tipografia.

Na foto ao lado encontramos uma cena da vida campestre pintada por um medieval.

Acontece num dia do inverno europeu, portanto com muita neve.

Mas o frio não parece incomodá-los quase. Eles estão cheios de saúde e vigor. Todos eles estão trabalhando, indo ou voltando da igreja, e mostram enorme vitalidade.


O homem corta a lenha com ânimo e decisão. Ele está vestido com roupas populares, mas grossas e bem adaptadas ao corpo e ao trabalho.

A mulher recolhe os gravetos para alimentar a lareira. Também ela tem roupas abundantes, coloridas, sem sinais de remendos e pouco se importa com o frio.

Eles todos estão bem alimentados e se sentido a vontade.

Basta ver o interior da casa. A mãe abraça a criancinha junto a um fogo intenso e aconchegante.

O prato está cheio com um frango ou um pernil. Também ela está vestida com fartura e dignidade.

Na porta do estábulo aparece uma outra figura feminina tomando conta de um boi.

O boi ele próprio está protegido das inclemências do tempo.

A casa parece de conto de Hansel e Gretel, mas eram de fato assim. No telhado aparece uma simpática janelinha que é um sorriso.

No fundo percebem-se pessoas indo e voltando da igreja. Não há trânsito nem engarrafamentos, as pessoas andam, se encontram, conversam na maior despreocupação e amizade.

Não há grades nem sistemas de vigilâncias contra roubos ou bandidos.

A igrejinha é digna, nobre, elevada, acolhedora e freqüentada.

Ao longe um homem se afasta num cavalo. Estará voltando a alguma cidadinha vizinha?

Será um guarda-bosque? Ou é o nobre do local que vai a procura de algum animal daninho?

Ou, mais simplesmente, é o nobre fazendo sua ronda habitual para garantir que tudo transcorre na perfeita paz?

Pois, se há algo que domina o ambiente é a sensação de paz.

Da verdadeira paz que é a tranqüilidade na ordem.




GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CONTOS SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

3 comentários:

  1. Olá,
    Parabéns pelo texto publicado.
    Me senti praticamente como se estivesse no local.
    Seu blog é admirável.

    ResponderExcluir
  2. Parabenizo-os pelo trabalho de divulgação da vida e da história da Europa Medieval. Este blog é uma referência internacional nesse assunto.
    Um abraço.
    MILTON ANTÔNIO GRAÇA DO SACRAMENTO.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.