Outras formas de visualizar o blog:

terça-feira, 4 de junho de 2013

Como era a vida do povo na Idade Média?

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Como é que os medievais eles próprios descreviam a vida popular na sua época?

Os medievais faziam muito iluminuras, quer dizer, pequenos desenhos que ilustravam as páginas de seus livros.

Pois os livros eram escritos à mão até o momento em que Gutenberg inventou a tipografia.

Na foto ao lado encontramos uma cena da vida campestre pintada por um medieval.

Acontece num dia do inverno europeu, portanto com muita neve.

Mas o frio não parece incomodá-los quase. Eles estão cheios de saúde e vigor. Todos eles estão trabalhando, indo ou voltando da igreja, e mostram enorme vitalidade.

O homem corta a lenha com ânimo e decisão.

Ele está vestido com roupas populares, mas grossas e bem adaptadas ao corpo e ao trabalho.

A mulher recolhe os gravetos para alimentar a lareira.

Também ela tem roupas abundantes, coloridas, sem sinais de remendos e pouco se importa com o frio.

Eles todos estão bem alimentados e se sentido a vontade.

Basta ver o interior da casa. A mãe abraça a criancinha junto a um fogo intenso e aconchegante.

O prato está cheio com um frango ou um pernil. Também ela está vestida com fartura e dignidade.

Na porta do estábulo aparece uma outra figura feminina tomando conta de um boi.

O boi ele próprio está protegido das inclemências do tempo.

A casa parece de conto de Hansel e Gretel, mas eram de fato assim. No telhado aparece uma simpática janelinha que é um sorriso.

No fundo percebem-se pessoas indo e voltando da igreja. Não há trânsito nem engarrafamentos, as pessoas andam, se encontram, conversam na maior despreocupação e amizade.

Não há grades nem sistemas de vigilâncias contra roubos ou bandidos.

A igrejinha é digna, nobre, elevada, acolhedora e frequentada.

Ao longe um homem se afasta num cavalo. Estará voltando a alguma cidadinha vizinha?

Será um guarda-bosque?

Ou é o nobre do local que vai a procura de algum animal daninho?

Ou, mais simplesmente, é o nobre fazendo sua ronda habitual para garantir que tudo transcorre na perfeita paz?

Pois, se há algo que domina o ambiente é a sensação de paz.

Da verdadeira paz que é a tranquilidade na ordem.




GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CONTOS SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

5 comentários:

  1. Olá,
    Parabéns pelo texto publicado.
    Me senti praticamente como se estivesse no local.
    Seu blog é admirável.

    ResponderExcluir
  2. Parabenizo-os pelo trabalho de divulgação da vida e da história da Europa Medieval. Este blog é uma referência internacional nesse assunto.
    Um abraço.
    MILTON ANTÔNIO GRAÇA DO SACRAMENTO.

    ResponderExcluir
  3. eu vim a procura da vida medieval e ñ de um texto tendencioso pela opinião do autor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se está procurando depravações sexuais ou violência na Idade Média, procure textos escritos por anticatólicos, como maçons, rosacruzes, muçulmanos, seitas protestantes, judeus ou ateus. É óbvio que aqui vai ler a realidade dos fatos, não a farsa que os inimigos de Cristo espalharam.

      Excluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.